Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 3 de dezembro de 2011

Nosso endereço

ESPAÇO EQUILÍBRIO DO CORPO


Rua A-8 Quadra 06 Lote 06 Setor Novo Horizonte Goiânia-Go
Telefones do terapeuta :62- 82509385 / 62-93339871 ou 62-99034382
email msn: quiropraxistagilsouza@hotmail.com
Atendimento de segunda a Sabado das 07: às 13:00 horas da tarde.
Preços das sessões: uma sessão R$ 50,00 pacote com 5 sessões R$ 150,00 pacote com 10 sessões R$ 200,00

domingo, 10 de abril de 2011

OS CHAKRAS




OS CHAKRAS

A palavra chakra em sânscrito significa "roda".
Segundo a filosofia oriental, no corpo existem canais (nadis) por onde circula a energia vital.
Os sete pontos onde essas rotas estão mais próximas da superfície do corpo são reconhecidos como chakras principais (embora existam muitos outros e uma divergência quanto ao número exato). Cada chakra tem localização e função específicas e regem glândulas e órgãos correspondentes. Portanto, sua disfunção ou desequilíbrio energético pode gerar no plano emocional determinados sentimentos e comportamentos, bem como distúrbios nos sistemas fisiológicos. Vejamos de maneira simplificada como isso ocorre em cada chakra:

Chakra Raíz (muladhara) - este chakra está relacionado à sustentação. Quando está em desarmonia, a pessoa não se sente segura. Surge, então, o medo do desconhecido, o medo do que pode acontecer, a insegurança. A energia desse chakra rege as glândulas supra-renais, coluna vertebral e os rins. Sua cor é o vermelho.
A frase para harmonização: "eu tenho o direito de estar aqui..."
Chakra Sacral (Swadisthana) - é o chakra da sexualidade, e rege as glândulas e órgãos sexuais e o sistema reprodutor. Os sentimentos negativos predominantes desse chakra é a culpa. A cultura ocidental tem certos preconceitos quanto ao desejo e o ato sexual, por isso vários distúrbios são manifestados nesse chakra. Sua cor é o laranja.
A frase para harmonização: "eu tenho o direito de sentir..."
Chakra Plexo solar (Manipura) - este chakra está ligado ao desejo de se firmar em grupo. Por isso, a vergonha é a sua emoção negativa. A pessoa deixa de agir por vergonha, seja do erro, do fracasso ou do que os outros podem pensar. A área de influência desse chakra é o sistema digestório e o sistema nervoso. Sua cor é o amarelo.
A frase para harmonização: "eu tenho o direito de agir..."
Chakra Cardíaco (Anahata) - Este é o centro energético do amor. Quando está em desequilíbrio cede lugar para a tristeza, mágoas e ressentimentos , que vão minando aos poucos a força redentora desse chakra. Ele rege a glândula timo, coração, sangue e sistema circulatório. Sua cor é o verde.
A frase para harmonização: "eu tenho o direito de amar e ser amado..."
Chakra Laríngeo (Vishudha) - este chakra governa a comunicação e expressão com o mundo. Por isso, quando está fora de sintonia, a pessoa pode ter dificuldade de expressar seus sentimentos e emoções, chegando muitas vezes a mentir. Este centro energético rege a glândula tireóide, pulmões, brônquios, voz e tratamento digetivo. Sua cor é o azul.
A frase para harmonização: "eu tenho o direito de falar e ouvir a verdade..."
Chakra Pineal (Ajna) - é o chakra do intelecto. Sua desarmonia pode desencandear a ilusão, ou seja, a falta do conhecimento verdadeiro a respeito de si mesmo e do mundo. Este chakra rege o ouvido, nariz, maxilar superior, seios da face e parte de cérebro. Sua cor é o índigo.
A frase para harmonização: "eu tenho o direito de ver..."
Chakra coronário (Sahasrara) - é o portal da espiritualidade. Quando em desarmonia, a pessoa passa a sentir agonia pela falta de entendimento da verdadeira dimensão do ser. A energia desse chakra se relaciona com a glândula hipófise, sistema imunológico, parte superior do cérebro, olhos, ouvidos e sistema endócrino. Sua cor é o violeta.
A frase para harmonização: "eu tenho o direito de saber..."


Existem muitas técnicas e terapias que visam o equilíbrio dos chakras. Entre elas podemos destacar a Massagem Ayurvédica, Aromaterapia, Reflexologia, Cromoterapia, Meditação Transcendental, Yoga e outras. Para cada chakra há um tratamento específico, que o seu terapêuta lhe indicará, após ter feito uma anamnese e detectado onde está o desequilíbrio.
O verdadeiro caminho para uma vida saudável, está na harmonia e no equilíbrio. A saúde é apenas uma conseqüência.

O TOQUE





O TOQUE


O Toque é uma das necessidades mais básicas do ser humano e ocorre em todas as culturas e também entre muitos animais. Ele pode ser usado como método de comunicação e aprendizado, além de proporcionar conforto e aumento da auto-estima. As pesquisas científicas indicam que o toque é necessário para o crescimento, desenvolvimento e função imunológica. Além disso, foi comprovado cientificamente que a ausência de toque pode causar barreiras significativas ao desenvolvimento dos seres humanos e dos animais. Em suma, o sentido do tato é essencial para a nossa sobrevivência.
Desde a vida intra-uterina dependemos do toque para aprender sobre o mundo. As crianças costumam explorar os objetos levando os à boca para descobrir sua forma, textura e temperatura. Quando os bebês choram, são confortados ao serem colocados no colo, acariciados e beijados. Esse aspecto reconfortante do toque continua na vida adulta. Quando estamos aborrecidos, em geral buscamos o toque para conforto e solidariedade. Apertos de mão, tapinhas nas costas, mãos dadas, abraços e beijos são formas de toques que transmitem conforto e compreensão. Os adultos usam o toque para se comunicar, expressar solidariedade e navegar pelo mundo. Reiterando, o toque é muito poderoso e, quando usado de forma adequada, pode trazer resultados incrivelmente positivos à experiência humana.

A Fisiologia do Toque

A pele é o maior órgão sensitivo do corpo. Ao contrário de outros órgãos, a pele está em constante estado de alerta, enviando sensações de pressão, temperatura e dor ao sistema nervoso central a fim de obter a resposta adequada.
O toque faz com que a sensibilidade exteroceptiva, ou seja, aquela relacionada aos estímulos externos do corpo e que é fundamental para a manutenção da vida, fique muito mais apurada, promovendo bem-estar e harmonia ao ser humano.

A Interpretação do Toque

Embora os mecanismos fisiológicos de reação ao toque sejam basicamente os mesmos nos seres humanos, a interpretação de cada pessoa pode ser bastante diferente. Influenciadas pela emoção, gênero, idade, cultura, espiritualidade e costumes religiosos, a intenção e a percepção pessoal do toque fazem dele uma das formas mais poderosas para a promoção de bem-estar ao indivíduo.
O terapeuta deve estar sempre preparado para doar sua técnica e energia para o seu cliente, e também receber do cliente a satizfação aos estímulos e a energia que emana no momento do toque. É uma troca mútua de energia e confiança de ambas as partes.

segunda-feira, 4 de abril de 2011


O QUE É QUIROPRAXIA?

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a Quiropraxia é uma profissão da saúde que lida com o diagnostico, tratamento e a prevenção das desordens do sistema neuro-músculo-esquelético e dos efeitos destas desordens na saúde em geral. Há uma ênfase em técnicas manuais, incluindo o ajuste e/ou a manipulação articular, com um enfoque particular nas subluxações.
Os conceitos e os princípios que distinguem e diferenciam a filosofia da Quiropraxia de outras profissões de saúde são de grande importância para a maioria dos quiropraxistas e influenciam profundamente a atitude e a abordagem destes em relação à atenção à saúde.
A relação entre a estrutura, particularmente a coluna vertebral e o sistema músculo-esquelético, e a função, especialmente coordenadas pelo sistema nervoso, constitui a essência da Quiropraxia e o seu enfoque para a restauração e preservação da saúde.
Hipoteticamente, conseqüências neurofisiológicas significativas podem ocorrer como resultado de distúrbios funcionais mecânicos da coluna vertebral, descritos pelos quiropraxistas através do termo subluxação ou complexo de subluxação.
O exercício da Quiropraxia enfatiza o tratamento conservador do sistema neuro-músculo-esquelético, sem o uso de medicamentos e procedimentos cirúrgicos. Causas e conseqüências biopsicossociais também são fatores significativos na abordagem do paciente.


Embora a manipulação da coluna se remonte aos tempos de Hipócrates e médicos da Grécia antiga, a descoberta da Quiropraxia é atribuída a D.D. Palmer em 1895, com a primeira escola para a formação de quiropraxistas iniciada na cidade de Davenport, estado de Iowa, nos Estados Unidos da América em 1897.

Palmer desenvolveu a Teoria da Quiropraxia e seu método inspirando-se em diversas fontes, incluindo a manipulação médica, “bonesetting” e a osteopatia, como também incorporou aspectos originais desenvolvidos por ele mesmo.
O termo “Quiropraxia”, derivado de duas raízes gregas: Quiro - mãos e Praxis - praticar “praticar com as mãos”, é atribuido a D.D. Palmer e lhe foi dado por um paciente o Reverendo Samuel Weed. 
A Quiropraxia se desenvolveu nos Estados Unidos da América durante um período de reformas significativas na formação médica e no seu exercício profissional. Nesta época havia uma grande variedade de opções de tratamento, tanto dentro da medicina convencional, como entre outras inúmeras abordagens alternativas no cuidado da saúde.


Datas Marcantes:

1895- D.D. Palmer desenvolve o conceito da quiropraxia e começa a praticar em Davenport, Iowa.
1897- A Escola Palmer de Quiropraxia, primeira instituição educacional em Quiropraxia, é fundada.
1905- Minnesota se torna o primeiro estado dos Estados Unidos a reconhecer e licenciar a prática da Quiropraxia. A Louisiana foi o último estado a fazê-lo em 1974.
1923- Alberta se torna a primeira província a licenciar a prática da Quiropraxia no Canadá. Ontário a seguinte em 1925, e New Foundland a última em 1992. 
1933- O “Conselho dos Estados Unidos de Conselhos Estaduais Examinadores da Quiropraxia” é estabelecido, com um mandato para definir padrões unificados para a licenciatura. Renomeado “Federação de Conselhos de Licenciatura da Quiropraxia” em 1974.
1939- O cantão de Zunique, Suíça, se torna a primeira Jurisdição fora da América do Norte, a iniciar a prática da Quiropraxia.
1944- A “Fundação para Educação e Pesquisa em Quirpraxia” é estabelecida e continua sendo a principal agência da profissão para o financiamento de bolsas de estudo para pós-graduação e pesquisa. 
1963- O “Conselho Nacional de Examinadores de Quiropraxia” é estabelecido para promover consistência e reciprocidade entre os conselhos examinadores dos estados. 
1974- O “Conselho dos Estados Unidos de Educação em Quiropraxia” é reconhecido pelo Governo Federal como agência credenciadora para escolas de Quiropraxia. Isso leva ao aparecimento de agências credenciadoras filiadas no Canadá, Europa e Austrália/Nova Zelândia. 
1979- A “Quiropraxia na Nova Zelândia”, o relatório da comissão Neo-Zelandeza de inquérito sobre a Quiropraxia é publicado. Essa foi a primeira comissão governamental judicial, ouvindo evidências sob interrogatórios cruzados, quando examinando pacientes, quiropraxistas, médicos e outros, quanto ao papel da profissão de Quiropraxia. As recomendações da comissão endossam firmemente os serviços da Quiropraxia e pedem a cooperação da Medicina. O relatório tem um tremendo impacto internacional.
1987- Uma decisão final no caso “Wilk versus Associação Médica Americana” é emitida, abrindo o caminho para uma cooperação muito maior entre médicos e quiropraxistas, na educação, pesquisa e prática nos Estados Unidos e internacionalmente. 
1988- A “Federação Mundial de Quiropraxia” é formada. A “FMQ”, cujos membros são associações nacionais de Quiropraxia em mais de 70 países, passa a ter relações oficiais com a “Organização Mundial de Saúde (OMS)” como uma organização não governamental, ou “ONG”, em janeiro de 1997.
1993- O “Relatório Manga” no Canadá, o primeiro relatório comissionado pelo Governo por economistas em saúde para examinar o custo-benefício dos serviços de Quiropraxia, recomenda um papel fundamental para a Quiropraxia no caso de pacientes com dores nas costas, baseado em segurança, custo-benefício e preferência dos pacientes e conclui que isso economizará centenas de milhões de dólares, anualmente, em custos diretos com cuidados à saúde e despesas com o pagamento de empregados incapacitados de trabalharem. 
1994- Painéis de especialistas financiados pelo Governo para desenvolver regras baseadas em evidências para o tratamento de pacientes com dores nas costas nos Estados Unidos (“agência para política de tratamento da saúde e pesquisa”) e no Reino Unido (“Grupo orientados de diretrizes clinicas”) proporcionam os primeiros relatórios afirmando que a manipulação é um tratamento comprovado e preferido para a maioria dos pacientes com dores lombares agudas. 
1996- O Governo dos Estados Unidos inicia um financiamento oficial para uma agenda sistemática de pesquisa em Quiropraxia. Para continuar essa agenda, o “Centro Consorcial para Pesquisa em Quiropraxia” é formado em 1997, composto de Escolas de Quiropraxia, Departamentos Universitários de Pesquisa e Agências do Governo Federal. Tem como sede a Faculdade de Quiropraxia Palmer (Palmer College of Chiropractic) (Quiropraxia Uma Profissão na Área da Saúde, David Chapman-Smith)
NO BRASIL
Década de 20 - Segundo a historiografia, no Brasil a profissão é praticada livre e sem controle.
Década de 80 e 90 - Os primeiros brasileiros formados em faculdades internacionais de quiropraxia reconhecidas chegam ao Brasil e iniciam o processo de estruturação da profissão no pais dentro dos moldes estabelecidos internacionalmente.
1998 - Começo do programa da Feevale, em convenio com a Palmer College, para formar docentes para o programa de graduação, com 32 estudantes.
2000 - Duas faculdades brasileiras iniciaram as primeiras turmas de graduação em quiropraxia com duração de 5 anos, com carga horária de 4.560 horas, autorizadas e reconhecidas pelo MEC no ano 2005.
2001- Inicia na Câmara dos Deputados em Brasília os tramites do Projeto de Lei (4199/2001), que prevê a regulamentação da quiropraxia no Brasil.
2002 - O Código Brasileiro de Ocupações (CBO), na versão atualizada de 2002, traz a classificação do profissional quiropraxista no Brasil (já mencionado na edição de 1994), tendo como base os profissionais que exerciam essa ocupação no Brasil antes da década de 90.
2003 – Criam-se escolas de formação em nível técnico de quiropraxia.
2004 - As faculdades brasileiras de quiropraxia formam os primeiros bacharéis.
2005 - O Brasil conquista o terceiro maior volume de trabalhos apresentados no Congresso da Federação Mundial De Quiropraxia, na Austrália, através dos acadêmicos e quiropraxistas formados nas instituições brasileiras. Este fato foi repetido no ano de 2007, no Congresso da Federação Mundial de Quiropraxia, em Portugal.
2006 - Publicado em português as “Diretrizes da Organização Mundial de Saúde para a Educação e Segurança em Quiropraxia”, editada pela própria OMS, em 2004, para servir de orientação e modelo aos governos dos paises onde a profissão não é regulamentada.

Em 2007

• Quatro quiropraxistas brasileiros fazem parte do Comitê Olímpico para atender os atletas do Brasil no PAN 2007, juntamente com os quiropraxistas que compõem as delegações de outros países;
• Dois quiropraxistas brasileiros compõem o Departamento de Clínica da Dor do Hospital das Clínicas da Universidade Federal da Bahia, em Salvador;
• É aprovado o plano piloto para inserção da quiropraxia na rede pública de saúde, em um município do Rio Grande do Sul, para 2008;
• O Projeto de Lei 4199/2001 que prevê a regulamentação da quiropraxia no Brasil, a exemplo que acontece no restante do mundo, de acordo com as recomendações da OMS, por já ter tramitado por todas as comissões de mérito, encontra-se pronto pauta do Plenário da Câmara dos Deputados em Brasília;
• Com 260 quiropraxistas formados no Brasil, reconhecidos pelo Ministério da Educação e pela Federação Mundial de Quiropraxia e 710 acadêmicos em curso, a ABQ completa seus 15 anos sob o alicerce de um novo horizonte para a quiropraxia no país.
O que é subluxação?
A Subluxação é um termo quiropratico usado para descrever o conjunto de sinais e sintomas decorrentes de desalinhamentos vertebrais ou articulares. O complexo de subluxação é uma disfunção biomecânica da coluna, que altera a função neurológica que pode resultar em desordem neuro-musculo-esquelética e viscerais.
Quiropraxia
Palavra derivada do grego: quiro - mão, praxis - praticar, a Quiropraxia é uma profissão na área da saúde que se dedica ao diagnóstico, tratamento e prevenção dos problemas do sistema neuro-músculo-esquelético. Diferentes formas de terapias manuais estão entre os principais recursos utilizados pelos quiropraxistas, em especial a manipulação ou ajustamento articular.
Origem

Fundada em 1895, nos Estados Unidos, a Quiropraxia encontra-se hoje estabelecida em mais de 70 países, todos eles com Associações Nacionais de Quiropraxia legalmente reconhecidas como membros da Federação Mundial de Quiropraxia (World Federation of Chiropractic). A Federação Mundial de Quiropraxia, por sua vez, representa a profissão internacionalmente e mantém relações oficiais com a Organização Mundial da Saúde. 
Atualmente, há aproximadamente 70.000 Doutores em Quiropraxia (DC) nos Estados Unidos, 6.000 no Canadá e 9.000 em outros países.

Quem procura a um quiropraxista?
São pacientes que apresentão os seguintes sintomas ou patologias:

- Dor de cabeça
- Hérnias de discos
- Dores na coluna vertebral
- Dores nas pernas
- Dores nos ombros
- Formigamento e dores nas mãos 
- Ciática, etc

Como é feito o tratamento?

Através de uma entrevista, exame clinica minuciosa e utilizando alguns critérios especiais ( análise radiográfico, instrumentação, palpação ,etc.) o profissional diagnostica a subluxação ( vértebra desalinhada que comprime um nervo). Após essa análise o profissional está apto para efetuar o procedimento.
Procedimento: O paciente deita em cima de uma maça para que sejam efetuadas as manobras manuais executadas pelo terapeuta.
O profissional realiza manobras com as mãos no local da fixação articular chamado de ajuste, o que devolve o alinhamento ósseo ao segmento articular desalinhado, permitindo uma movimentação correta, aliviando a dor e retirando assim a compressão sobre os nervos.

Causa dor?
O ajuste vertebral não causa dor, atua preventivamente, de fácil aplicação, sem risco algum e indicado para qualquer pessoa, independentemente da idade ou estado físico.
Quanto tempo dura um tratamento?
Inicialmente os pacientes são tratados de uma a duas vezes por semana, conforme o caso (cada paciente é diferente), a média é de 3 a 6 visitas.
QUIROPRAXIA INDICAÇÕES E CONTRA-INDICAÇÕES
O tratamento com Quiropraxia pode ser aplicado para quaisquer alterações ditas “funcionais” que afetam o sistema neuro-músculo-esquélético, sendo indicado para qualquer faixa etária, até mesmo as gestantes. Os principais acometimentos tratados pela Quiropraxia são:
• Dores na coluna vertebral;
• Dores da cabeça;
• Hérnia de disco;
• Dor ciática;
• Dores no pescoço;
• Dores e tensão muscular;
• Problemas nas articulações do ombro, cotovelo, punho, joelho, tornozelo;
• Desvios de postura (lordose, cifose e escoliose);
• Restrições às movimentações;
• DORT / LER;
• Entre outros.
A dor de cabeça pode ser provocada por subluxações na coluna cervical, que causam bloqueios nos nervos que saem por entre as vértebras, interferindo nos impulsos nervosos e causando dor na nuca, posteriormente irradiada para a cabeça. Esse tipo de dor pode ser tratada pela Quiropraxia, a qual se dedica a tratar a raiz do problema, eliminando a dor e sem usar qualquer tipo de medicamento, uma vez que estes apenas acabam com a dor temporariamente, sem trabalhar a causa e ainda podendo provocar problemas no estômago, no fígado, entre outros órgãos.
Como todo método terapêutico, os tratamentos realizados por quiropraxistas têm contra-indicações precisas, mas quando realizado por profissionais qualificados, os riscos são extremamente reduzidos uma vez que eles realizam testes neurológicos e ortopédicos para saber se é possível realizar a manipulação.
PESQUISAS CIENTÍFICAS QUE FAVORECEM A QUIROPRAXIA
Existem centenas de pesquisas que relatam o tratamento de Quiropraxia como uma das formas mais seguras para acometimentos articulares, especialmente da coluna vertebral.
Lombalgia: Um estudo publicado no British Medical Journal, concluiu que “para pacientes com dor na coluna lombar, para os quais não haja contra-indicação quanto à manipulação articular, a Quiropraxia praticamente garante benefícios compensadores e de longa duração, em comparação aos tratamentos hospitalares ambulatoriais oferecidos a pacientes”.
Cervicalgia: Médicos e Quiropraxistas da Corporação RAND e de várias outras instituições acadêmicas, realizaram uma revisão de literatura sobre os tratamentos para dor cervical. Os autores concluíram que a manipulação articular é mais eficaz de que a mobilização ou tratamento fisioterápico de alguns casos de dor cervical subaguda ou crônica e perceberam que “todos os três tratamentos são provavelmente superiores ao tratamento médico”.
Dor de Cabeça: Boline e Cols conduziram um estudo, no ano de 1995, comparando a manipulação articular da coluna com a medicação para dor (amitriptilina) no tratamento de cefaléia tensional. Os autores concluíram que os analgésicos tem eficácia de curta duração e apresentam efeitos colaterais, enquanto “quatro semanas após a conclusão da intervenção, o grupo que sofreu manipulação da coluna demonstrou redução de 32% na intensidade da dor de cabeça, 30% no uso do medicamento simples, e 16% de melhora funcional da saúde, como um todo. O grupo que recebeu a terapia por amitriptilina não demonstrou melhora alguma, tendo apresentado, inclusive, uma piora sutil”.

SATISFAÇÃO COM O TRATAMENTO QUIROPRÁTICO
Um estudo de 1998 relatou que a Quiropraxia é o tratamento não médico mais freqüentemente usado nos EUA e proporciona alta satisfação aos seus usuários: “Praticamente todos os pacientes tratados por um quiropraxista declaram-se satisfeito com o seu tratamento; três quartos (73%) declaram-se ‘muito satisfeito’ e 23% declaram-se ‘razoavelmente satisfeito’“.

OS BENEFÍCIOS DO TRATAMENTO QUIROPRÁTICO

São muitos os benefícios da quiropraxia. Se você está pensando em procurar este tipo de tratamento, existem muitas razões pelas quais ele pode e deve ser feito. Aqueles que se encontram com problemas com seu corpo, muitas vezes não percebem que a quiropraxia pode aliviar esses problemas, muitas vezes, quando outras opções de medicamentos não. Muitas vezes, é necessário procurar a ajuda de um quiroprático se a franquia será encontrado.

O que eles podem fazer por mim?

Há muitos benefícios físicos para o tratamento quiroprático. Aqui são apenas algumas das coisas que pode ser feito melhor em sua vida através da quiropraxia.
Diminuiu artrite e dor nas articulações que têm artrite. Reduções dor de todas as áreas do corpo, virtualmente. · Redução da dor nas costas, pernas, pés e joelhos, através do alívio da coluna vertebral · Pressão menos rigidez nas áreas que são tratadas · Menos espasmos musculares em toda a região · Você será capaz de se mover mais e mais, se você estava restrito a começar. · Escala de movimento vai aumentar. · Você tem uma
melhor coordenação de tomar esse passo para que jogando beisebol. · Você tem a estima aumentada de energia, eu e você se sentir melhor só a nível global
Há benefícios adicionais do tratamento quiroprático também. Ao realinhar o corpo como deveria ser, você aliviar a pressão durante todo ele. Isso geralmente permite que o seu corpo para começar a curar como deve novamente. Por exemplo, pode ajudar a curar suas articulações, seus tecidos e curar suas dores de sair.
Algum alívio através quiropraxia é realmente imediato. Muitas vezes, quando se deita sobre uma mesa de quiropraxia eo médico trabalha sua mágica você terá se sentindo melhor. Isto é devido ao fato de que o médico tem a capacidade de realinhar articulações e membros que não são agora. Isso significa que quando ele as coloca de volta no lugar que ele pode e ele vai lhe proporcionar um grande alívio imediato.
Outras vezes, um tratamento de quiropraxia pode deixá-lo um pouco dolorido e dor. Isto é devido à mesma razão. Considere o fato de que seu corpo está fora de linha há muito tempo que ele vai se sentir diferente e isso pode doer um pouco para corrigi-lo. Embora o seu médico vai lhe dizer o que esperar do tratamento de quiropraxia, é uma certeza que os benefícios são prováveis ​​se você precisar deles.
Idealmente, todos deveriam procurar um médico para este tipo de tratamento. No entanto, isso nem sempre é o caso. Os benefícios da quiropraxia deve empurrar mais pessoas para fazê-lo porque ele pode ser tão benéfico para a esmagadora maioria do seu corpo e sua mente o bem-estar.



Gil Souza Machado
Terapeuta Quiropraxista e Massoterapaeuta

domingo, 3 de abril de 2011

MASSAGEM FACIAL

MASSAGEM  FACIAL

A massagem facial de Rejuvenescimento, Inclui massagem aos ombros, pescoço, cabeça e face. E, agora, uma nova moda em Nova York, o ioga como um lifting natural para a face. Assim como qualquer outro músculo, os faciais também precisam de ser exercitados sob pena de ficarem flácidos.
É excelente em termos de elasticidade e fortalecimento muscular e ajuda a manter a pele jovem, de uma forma mais económica e menos invasiva do que métodos como o da toxina botulínica (o Botox). Consiste em movimentos para o rosto e o pescoço que estimulam os 57 músculos dessa região, tornando-os mais firmes e vigorosos. E mais: O músculo trabalhado ganha volume e preenche os espaços ao seu redor, o que naturalmente exige que a pele estique.
Aprendida a técnica, o ioga facial pode ser praticado em casa. É uma maneira divertida de ir contra os sinais do tempo.

Esta massagem aquece a pele promovendo a distribuição de nutrientes,remove toxinashidrata a pele e estimula a produção de colagéneo.

  • Rugas e rídulas

  • Olheiras acentuadas e papos 

  • Flacidez do rosto

  • Pele sem brilho e áspera

  • Rosáceas e couperose

  • Acne e pontos negros

  • Sensibilidade excessiva

  • Rejuvenescimento




No rosto, como no resto do corpo, também se acumulam pontos de tensão que comprometem a circulação sanguínea local e prejudicam as células cutâneas. A pele é quem mais sofre: perde o brilho e apresenta sinais de cansaço e de envelhecimento precoce. Os músculos do rosto ficam tensos quando estamos nervosas, e o papel da massagem é aliviar essa tensão.
A técnica é eficiente para dissolver os pontos de tensãomelhorar o tónus muscular e activar a circulação e oxigenação do rosto. Pode ser usada para potencializar um tratamento de pele ou, simplesmente, paraaliviar a expressão pesada e cansada.
Movimentos de deslizamento e digito-pressão nos pontos específicos (segundo a Medicina Tradicional Chinesa), feitos na face deixam a pele com viçosidade e a alma mais leve, além de potencializar os tratamentos estéticos.

Esta massagem visa a harmonização da nossa energia, através do equilíbrio de todas as células de nosso corpo, que ao agir e reagir em sintonia, são como micro-universos portadores da vida.

Não existe nenhuma maneira eficaz de de trazer vida à pele, ou regenerar a musculatura, sem respeitar as células, essas misteriosas fracções de energia.
O uso da Massagem de Rejuvenescimento proporciona aintegração da peleossos e musculatura, pois ao tocarmos o rosto em toda a sua extensão, podemos diagnosticar o quanto a pele e os músculos estão desalinhados, fazendo com que se desbloquei os meridianos: cantos da boca e narinas e ao redor dos olhos.
Este procedimento causa ao paciente uma renovação da expressão facial através da massagem, que vai manipular toda a musculatura em níveis profundos, descontraindo, relaxando etonificando a pele.
Portanto, trabalhamos os músculos da maçã do rosto e a orbicular dos lábios, para colar a pele ao músculo, reestruturar, revitalizar, iluminando o semblante, reflectindo saúde, bem-estar e o consequente rejuvenescimento.
Dá-se também o fortalecimento dos músculos do colo e pescoço.
Relaxa o sistema nervoso, elimina o stress, cansaço físico e mental, tensão emocional, ansiedade, enxaquecas e cefaleias que podem advir da contractura e tensão que se faz sentir nestas áreas.
O rosto possui um padrão de harmonia e equilíbrio, onde todos os músculos se encaixam com precisão. Ao fazermos cirurgia estética, comprometemos esta harmonia, onde os músculos e a pele sentem a transformação. Com a massagem, activamos a circulação e a pele vai beneficiando a cada movimento. A massagem nos pontos da cabeça irá reflectir-se também na revitalização do cabelo e prevenção da queda.

Em plena era de "fast beauty", o que, em termos práticos, significa:enruga-se, corre-se para uma sessão que paralisa, surge flacidez, outra sessão puxa com um fio, a proposta que faço pode soar à primeira vista como dom-quixotismo.

Num segundo instante, ao analisar-se as adeptas do naturalismo da beleza, nota-se que a teoria merece, sim, atenção.

Ponderar sobre o emprego abusivo da toxina botulínica, a famosa "toxina botulínica tipo A", que virou "pizza" no cardápio dos tratamentos estéticos. A substância está no rosto dos políticos, nas apresentadoras de TV e até em faces de jovens modelos. Ainda não há estudo que garanta que o uso prolongado não irá causar acúmulo no organismo ao longo dos anos, ou até mesmo alterações celulares bastante adversas. A maioria das mulheres aplica a primeira vez e costuma repetir o procedimento a cada seis meses, tempo máximo da eficácia. Trata-se de uma toxina, ou seja, significa injectar no corpo uma substância tóxica.

Voltam a entrar em cena as massagens para desobstruir e melhorar a circulação da pele, e não a utilização de cremes milagrosos ou técnicas invasivas. Bons médicos conhecem os problemas de muitos cosméticos actuais, mas não questionam.

Para manter a pele jovem e viçosa, a receita é simples: respiração profunda, massagens e alimentação saudável.

Acordar com a feição mais serena e renovada, ou aquando de um casamento ou festa à noite, aplicar a massagem à tarde.

A beleza só existe se estiver acompanhada de bem-estar e saúde. As pessoas estão a tratar do corpo como um pedaço de células mortas. A minha proposta é que se cuidem integralmente. Alimentem-se melhor, porque não adianta cometer o mesmo erro que se comete há anos e querer ter uma boa pele.
Aos que acreditam que este tipo de tratamento demora para apresentar resultados, a pele responde muito rápido aos estímulos da massagem e dadesintoxicação."


No quadro abaixo, as principais críticas actuais aos tratamentos de beleza, e os comentários dos dermatologistas.
A contenda dos especialistas

Toxina butolínica

"Os músculos do nosso rosto funcionam em feixes, portanto são interligados. Como é possível paralisar o músculo da testa e achar que o resto vai ficar bem? Atendi um sem-número de mulheres que ganharam edemas (inchaço) na pálpebra inferior e olheiras depois do uso da toxina butolínica. Quando aplicada em excesso, faz a pálpebra cair e pode até causar rugas no nariz. Com o tempo, o efeito da toxina vai durar cada vez menos, e a pessoa tornar-se-á dependente. O músculo fica viciado e perde a vitalidade. Depois do uso constante, a mulher, diante do espelho, pode até ficar deprimida ao ver o rosto flácido sem a "toxina botulínica tipo A". O ideal é exercitar os músculos do rosto. Essa 'ginástica' entra na memória celular e mantém a pele tonificada e saudável"

Ácidos

"Eles tiram a viçosidade da pele, porque acabam com a película natural protetora da mesma. Ácidos afinam a pele, deixam os vasos aparentes e tornam a pessoa dependente para o resto da vida de protectores solares. As dosagens vão subindo e a pele perde a vitalidade. O ideal seria usar óleos naturais para massagem e para fazer com que a circulação volte plena à face"

Peeling de cristal

Nesse procedimento é feita uma raspagem no rosto com pó de alumínio, que é um metal pesado. Desgasta a pele, não trata as células como vivas. Se não é bom comer em recipientes de alumínio, o que dirá esfregá-lo no rosto?"
Existem toxinas em todo o nosso corpo. Estas toxinas poluem principalmente a nossa face mostrando nesta toda a carga negativa interna. A massagem facial é muito eficaz na eliminação dessas toxinas, suavizando as marcas de expressão da n
ossa aparência.

COMO PODEMOS REJUVENESCER?

As experiências vividas deixam realmente marcas no rosto que podem ser modificadas e eliminadas quando ajudamos a desbloquear a energia es
tagnada nos meridianos que estão no percurso dessas rugas.
Tudo o que expressamos vêm de estímulos internos que estão relacionados com a nossa mente, logo qualquer desequilíbrio do organismo estará marcado na face. Através de uma diagnóstico feito pelas características desta área poderemos detectar desarmonias dos vários orgãos internos.
Também as más posturas, hereditariedade, alimentação
deficiente ou inadequada, fumo de tabaco (fumar faz aparecer rugas ao redor dos lábios), deficiência imunitária, poluição ambiental, metais tóxicos, produtos químicos, vida sedentária, vento, frio são causas para o envelhecimento precoce.

O mais importante ao amenizar as “dores da alma” que se manifestam no físico: a melhora vem do interior do organismo através de um equilíbrio global do estado de saúde, causando uma revolução de dentro para fora.
Mesmo trabalhando somente o rosto, o benefício será sentido porque todo o corpo receberá a activação de energia.

Melhoramos assim o aspecto e o brilho da nossa pele!

*A massagem facial remove as celulas mortas, melhora a circulação, mantém a pele com um tom natural saudável e com elasticidade combatendo assim as rugas e flacidez do rosto.






Alessandra Chein
Massoterapeuta esteticista
DRENAGEM LINFÁTICA

O que é drenagem linfática? Como ela é feita?

É uma técnica de massagem que estimula o sistema linfático a trabalhar em um ritmo mais acelerado, mobilizando a linfa até os gânglios linfáticos. Por esse processo são eliminados o excesso de líquido e as toxinas. “A drenagem linfática pode ser feita de forma manual, mecânica ou por meio de uma modalidade mais recente, a eletroestimulação”, conta Cinthia Ito, fisioterapeuta da Clínica Luciana Lourenço Dermatologia, em São Paulo (SP). Ela é aplicada com movimentos de pressão leve, suave, rítmica, lenta e precisa.Muita gente diz que a drenagem é dolorida. Tem que doer para funcionar?
Não. A finalidade da drenagem é coletar os líquidos presos entre as células, colocá-los nos vasos capilares e, por meio de variados movimentos suaves, fazê-los caminhar para que sejam eliminados. Por isso mesmo, a massagem deve ser rítmica, sem muita pressão — já que a linfa corre na superfície da pele e seu fluxo é relativamente lento e precisa ser respeitado. Assim, não há a necessidade de manobras que provoquem dor ou desconforto. “A idéia é que ela seja inclusive relaxante, causando bem-estar”, conta a fisioterapeuta Roselaine Marques. O que acontece é que os locais com inflamação ou cicatrizes recentes podem estar mais sensíveis. A massagem deixa a gente roxa?
Não deve deixar, enfatizam todos os especialistas entrevistados. “O surgimento de hematomas indica que o estímulo foi muito agressivo e houve rompimento dos vasos e capilares venosos. Como já foi dito, a drenagem linfática verdadeira é suave”, diz a dermatologista paulistana Jozian Quental. 
A drenagem linfática profunda é capaz de modelar o corpo? Qual a diferença entre ela e a clássica?
A maioria dos especialistas afirma que a drenagem linfática não pode ser chamada de profunda. “Drenagem linfática é um estímulo externo do trabalho natural da linfa. Só existe uma maneira de fazê-lo: com manobras precisas, lentas, leves e superficiais”, alerta a dermatologista Ligia Kogos, de São Paulo. “Muita gente confunde drenagem linfática com massagem clássica modeladora, executada com maior pressão das mãos para trabalhar os nódulos celulíticos e porções de gordura localizada e que pode, inclusive, deixar o corpo roxo”, conclui. Mas ela funciona sozinha?
Depende do que se espera do tratamento. Para reduzir a retenção líquida e favorecer a eliminação de toxinas, a drenagem oferece bons resultados. Para quadros de celulite e gordura localizada mais graves, costuma-se associar o uso de ultra-som, ondas eletromagnéticas que facilitam a dissolução de nódulos e gordura. Como a drenagem combate a celulite?
Qualquer que seja a causa dos furinhos — má alimentação, sedentarismo, cigarro, alterações hormonais, stress —, eles começam com um processo de retenção de líquido que acarreta má oxigenação do tecido. Sem a devida nutrição, ele endurece até formar os nódulos. “A drenagem quebra esse ciclo eliminando a retenção de líquido”, explica a personal e esteticista Luciane Moraes, de São Paulo. E a gordura?
Quando bem feita, a drenagem diminui a retenção de líquido em áreas do corpo que estão propensas ao acúmulo de gordura, como abdômen, coxas e culote, além de ativar o metabolismo, favorecendo a queima dos estoques de gordura no corpo. E contra a flacidez, existe algum resultado efetivo?
Há controvérsias. Alguns profissionais defen-dem que ela não tem ação sobre a flacidez; outros, que ela melhora um pouco a aparência da pele, já que facilita a oxigenação local e a organização das células e fibras de sustentação. “A drenagem linfática pode contribuir na prevenção da flacidez de pele, pois está produzindo um tecido mais bem nutrido, mas ela não recupera a flacidez já existente, principalmente se houver sobra de pele”, explica Viviane Brant de Carvalho, da clínica Thyfere. “Para esses casos, existem métodos como a endermologia, intradermoterapia eprescrição de cremes com ativos como o DMAE.” Há a necessidade do uso de um creme para a massagem? Por quê?
Existem várias linhas de aplicação para a drenagem linfática. A técnica Leduc, uma das mais utilizadas, abre mão de cremes e recorre apenas aos movimentos suaves. Outros métodos usam cremes para melhorar o deslizamento das mãos. Quantas sessões são indicadas para os primeiros resultados?
Recomenda-se um mínimo de dez sessões para um resultado efetivo. “Mas, na primeira sessão, pode-se observar melhora visível no inchaço, na circulação, e no funcionamento do aparelho digestivo”, conta Vanda Regina, da rede Jacques Janine. Há algum caso em que a drenagem é contra-indicada?
Ela é contra-indicada para mulheres com diagnóstico de tumores, abscessos e nódulos não-identificados. “As que têm histórico de problemas circulatórios serão as mais beneficiadas com a ação da drenagem, pois será mais visível a diminuição da retenção de líquidos. Mas ela apresenta bons resultados para todas”, explica a dermatologista Ligia Kogos. Quanto custa o tratamento?
As sessões variam de 60 a 120 reais, mas, fique de olho: as clínicas costumam fazer planos especiais para pacotes, em que a sessão cai para 30 ou 40 reais, em média. Confira. drenagem manual x drenagem mecânica As duas técnicas são boas e eficientes, mas a drenagem linfática manual é mais indicada em casos de pós-cirurgia plástica (para redução de edemas) e para pacientes com alteração hormonal (por conseguir realizar manobras mais suaves e poder contar com o controle da sensibilidade da terapeuta). “A manual propicia que a profissional observe regiões com nódulos, edemas e trabalhe mais neste local”.



Alessandra Chein
Massoterapeuta Esteticista